Thursday, April 30, 2009

A Energia Eólica É Um Desastre... Completo (1)


Sócrates, e a sua seita governamental, andam a fazer dos portugueses parvos em todas a dimensões do real, inclusivé no ambiental. Tentam justificar as negociatas MUITÍSSIMO LUCRATIVAS das energias alternativas (solar e geradores eólicos) com o combate ao Aquecimento Global. E os tolos caem que nem patos. Infelizmente os patos são aos milhões, cá nesta santa terrinha. Antes de mais é preciso dizer que não há qualquer evidência de que a energia eólica indústrial tenha qualquer impacto significativo na redução das emissões de carbono. A experiência europeia, é de resto, elucidativa. A Dinamarca, é o país do mundo onde a exploração da energia eólica é mais intensiva, com 6 000 turbinas a gerar 19% da sua electricidade, e, no entanto, não encerrou uma única central energética a carvão. Pelo contrário, é necessário mais 50% de electricidade gerada nas centrais térmicas, para compensar a imprevisibilidade do vento. Como tal, as tão demonizadas emissões de carbono cresceram 36% só em 2006. Claro que Sócrates e companhia não libertam estes números para a opinião pública (espero que por ignorância), porque para eles, os cidadãos só servem para enfiar o papelito de 4 em 4 anos na urna, para que o banquete à mesa do Orçamento siga, com todo o fingimento que a normalidade democrática possibilita.

Mas, tal como D. Quixote, continuemos em direcção aos moinhos.


Flemming Nissen, o chairman da ELSAM, uma das maiores companhias de distribuição de energia da Dinamarca, mas sem o monopólio da EDP, afirmou claramente que as turbinas eólicas não reduzem as emissões de dióxido de carbono. A experiência alemã neste campo é semelhante. O Der Spiegel noticiou que as emissões alemãs não só não reduziram uma simples grama de dióxido de carbono, como foram construídas novas centrais de carvão e gás para assegurar uma produção e distribuição de energia de uma maneira regular.
Na verdade, estudos recentes demonstraram que a energia do vento pode acentuar o alegado efeito de estufa, uma vez que o seu caracter intermitente na produção eléctrica, tem que ser compensado pelas centrais a carvão. Para além disso, tem iminentes impactos negativos pelo menos na paisagem e nas aves. A exploração indústrial do vento não consiste também, numa alternativa economicamente viável relativamente a outras opções. O exemplo da Dinamarca é outra vez educativo. O preço da energia neste país é de 11,23¢/kwh e em Portugal em 2006, 13,40c/Kwh. No Ontario o preço da electricidade é 6¢/Kwh.
Niels Gram presidente da Danish Federation of Industries afirmou claramente o seguinte : “windmills are a mistake and economically make no sense.”
Aase Madsen, o presidente da Comissão da Política energética do Parlamento Dinamarquês classificou o aproveitamento indústrial da energia eólica como: “a terribly expensive disaster.” E são ricos!
Patrões e políticos dinamarqueses já denúnciaram a ineficácia cara da energia eólica. E cá em Portugal? Quantos mais vão enriquecer á custa desta oportunidade eólica, renovável e verdusca? Advinhem que vai pagar ainda mais cara a electricidade?
(continua)

FREE SPEECH SUMMIT: GEERT WILDERS IN FLORIDA PART 1

video

Wednesday, April 29, 2009

Niuka


Segundo a mitologia Taoísta, no Grande Começo, Espírito e Matéria defrontaram-se num combate mortal. Por fim, o Imperador Amarelo, o Sol do Céu, triunfou sobre Shuhyung, o demónio da escuridão e da terra. Mas,o Titã, na sua luta mortal, estilhaçou em mil fragmentos a abóbada celeste. As estrelas perderam o seu ninho, a lua vagueava sem sentido. Em desespero, o Imperador Amarelo lançou uma busca sem tréguas procurando alguém capaz de reparar tal desastre. E, do mar surgiu uma criatura resplandescente, com cauda de dragão e armadura de fogo, a divina NIUKA. Misturando o arco-íris no seu caldeirão mágico ela reparou a cúpula de jade Mas é dito também que, talvez apressada, esqueceu duas pequenas fendas, dando lugar ao dualismo do amor: duas almas navegando no espaço sem nunca repousar até se juntarem, completando assim o Universo.
Nos dias que vivemos de crise económica e social, violência, incerteza e insegurança, com uma possível pandemia a servir de cereja em cima do bolo, enfeitado de piratas e tendo como velas, bombistas islâmicos suicidas, não há provavelmente deuses que nos salvem, mas servia-nos bem uma Niuka para reparar um céu que talvez nunca mais volte a ser igual ...

Friday, April 17, 2009

A Excursão à Energia Solar

Os Gatubarões do Primeiro Ministro José Socrates

O primeiro ministro de Portugal organizou uma excursão de 75 alunos de 15 países, para visitarem a central fotovoltaica da merdaleja, a maior do mundo, na opinião do inginheiro. Os referidos excursionistas não foram alojados num ecologicamente correcto parque de campismo, mas, bem pelo contrário, pernoitaram num dos hotéis mais caros da capital. Advinhem quem pagou?
A basófia caraterística do natural da Cova da Beira não deixou créditos por mãos alheias e no meio das costumeiras baboseiras propagandísticas disparou a direito e certeiro no provincianismo: "esta é maior estação fotovoltaica do mundo, ou vamos à frente na energia solar, ou somos os maiores." Uma enormidade destas.
Não sei se existe algum campeonato do mundo de estações fotovoltaicas mas pelo sim, pelo não já vamos à frente. Aos nossos jornalistas, que não passam de meios que o inginheiro usa para a sua propaganda, não lhes ocorreu perguntarem por exemplo, quanto custou tal acto de folclore excursionista? Como é que a maior estação fotovoltaica do mundo gera energia durante a noite? E nos dias e semanas de céu encoberto? Como é que transmitem a energia eléctrica a grandes distâncias sem perdas significativas de energia nos fios eléctricos?, etc. Como dizia Pacheco Pereira no Público "a energia das ondas está em terra, avariada, tudo indica que, definitivamente". E na parte fotovoltaica, temos uma empresa espanhola, que pegou num projecto falido, que nunca chegou a ser o maior em coisa nenhuma."
Gato por lebre? de maneira alguma! Aliás ainda veremos o Sócrates a afirmar um dia destes, que somos os maiores em engenharia genética, pois até já produzimos uma nova espécie de peixe. Ou será de gato? São os gatubarões. Não conhece? Está na fotografia. Só pode ser realidade.

Monday, April 13, 2009

Liberdade


Esta imagem é dedicada a todos os balandraus islâmicos, pois representa as 2 coisas que eles mais temem no mundo.

Sunday, April 12, 2009

De Que Cor é a Aura da Srª Ministra?


O Ministério da Educação acreditou um curso de formação para professores, curso este ministrado pela Fundação Indigo, uma instituição baseada na teoria de que a "aura" das crianças tem diferentes cores, em função da energia e da ligação que mantêm com o Universo, assim noticiava o Expresso de 4 de Abril, notícia até então, não desmentida. A dita acção de formação de professores, dá créditos para a progressão na carreira docente.

Há muitos anos que sabíamos de que o Ministério da Educação não passa de uma emanação das forças ocultas do eduquês, mas não acreditávamos que este triunvirato de incompetentes (a Ministra e os 2 anões), que actualmente ocupa o edificio da 24 de Julho (a precisar de ser eleitoralmente exorcizado), fosse tão longe no completo desprezo pela profissão de professor e no mais profundo desrespeito pela escola pública. Só tenho uma grande curiosidade, em saber, se no tal curso, os ditos professores foram ensinados a admnistrar o Elixir Protónico aos alunos, destinado a aumentar o tamanho, não disso que estão a pensar, mas da magnitude da aura...

E se o "esoterismo pedagógico pegar", o inesquecível Pedreira pode ter aquilo com que sempre sonhou: a substituição dos chatos professores contestários pelos tais professores brasileiros, desde que provassem através da apresentação dos respectivos canudos de licenciatura em cursos, tais como, Curso Superior de Mãe de Santo na Gestão Escolar, de Cartomância Aplicada á Saula de Aula; do ABC da Numerologia No Desenvolvimento de Um Currículo da Disciplina de Matemática Alternativa; Topografia Frenológica como Introdução Pelo Menos À Percepção Extra Sensorial Na Gestão de Conflitos Em Todo O Terreno Escolar, etc.

Esta Ministra ainda teve a descarada latosia de atacar publicamente os professores portugueses como sendo a causa do descalabro do sistema. Esta acção de formação é só um pequeno pormenor, mas um exemplo enorme naquilo que os cérebros verdadeiramente esotéricos do Ministério Da Educação provocam e, provocaram, ao ensino deste desgraçado país: o completo desastre.

Advinhar a cor da Aura da Ministra é um problema. Cor de Burra Quando Foge, não é de certeza a cor da Aura da Ministra. Não porque não tenha cor de Burra. O problema é que ela não foge.

Sunday, April 5, 2009

Porque É Que É Inevitável Um Conflito Com O Islão (2)

Fascistas islâmicos têm liberdade para se manifestar nas cidades europeias
Com alguma sorte, podemos protelar o conflito por algum tempo. Mas a médio prazo? Estaremos já completamente cegos pela propaganda dos idiotas úteis de esquerda, como é o caso do beija cú do Nashralla, ou lá o que é, do sr. Miguel Portas? Quereremos evitar o conflito a qualquer custo? Ou quereremos assegurar a nossa sobrevivência? Se optarmos pela nossa liberdade e civilização não vejo como evitar o conflito com uma ideologia religiosa que se baseia na supremacia da sua mensagem e no massacre dos infiéis e apóstatas. Talvez mandando o Marocas Soares dialogar com essa turba infecta de balandraus nos consigamos ver livres... pelo menos dele. Se queremos que o mundo ocidental permaneça democrático e livre, teremos que lutar, por muitos arrepios que esta ideia nos provoque pela coluna vertebral acima. A determinação dos muçulmanos em levar o Islão aos quatro cantos do mundo é algo que devemos levar a sério, porque tais indigentes não estão a brincar. Neste sentido não há como escapar a um tal conflito com a civilização islâmica. A frase que se segue retirada do Hadith, ou uma qualquer do género, vale por mil palavras acerca do problema que enfrentaremos:

" Eu ordenei que lutem com o povo até que digam, nada tem o direito a ser adorado excepto Ala"

Al Bukkari, vol4, 196

Porque É Que É Inevitável Um Conflito Com O Islão (1)

A islamic fascist demonstrantion against our western way of living
" A really efficient totalitarian state would be one in which the all-powerfull executive of political bosses and their army of managers control a population of slaves who do not have to be coerced, because they love their servitude"

Aldous Huxley in Brave New World


A paz é aquilo que todos nós desejamos. Todos aqueles que estejam de perfeito juízo, a paz é aquilo que querem para toda a vida. Também todos sabemos, que em certas circunstâncias da vida, a paz não é possível ser mantida: em certos momentos históricos temos que lutar pela nossa liberdade e maneira de viver. Ao contrário do nazismo ou do comunismo, o Islão não é só uma ideologia como é também uma religião. O que torna a confrontação com esta ideologia/religião fascista muito mais complexa. As razões para tal dificuldade são, no entanto, simples. Os muçulmanos estão convencidos que todas as leis e regras lhes chegam à Terra pela mão de Ala. Ainda por cima, sentem-se servos de tal divindade. A própria palavra Islão, significa submissão á vontade de Ala, submissão essa que qualquer muçulmano se deve orgulhar. Os próprios nomes dos fulanos refletem tal servitude, como por exemplo; Abdullah significa, escravo de Ala; Abdulkarim, escravo do Generoso; Abdulhadi, escravo do Pacífico e por aí adiante. São escravos e orgulham-se disso.

Um estado totalitário é, por definição, é aquele cujo governo é controlado por um grupo político que suprime toda a oposição, e que controla a maneira de viver dos seus cidadãos. É aquele em que não existe, portanto, liberdade, política, religiosa, de associação livre e de livre iniciativa. Uma república islâmica é um tal estado. Um estado totalitário eficiente na perspectiva de Aldous Huxley, uma vez que as populaçõpes não precisam de coacção uma vez que amam a sua servidão. E TODOS OS MUÇULMANOS DO MUNDO, MESMO AQUELES QUE NÃO VIVEM EM ESTADOS ISLÂMICOS, ESTÃO A SER INTOXICADOS PELAS IDEIAS DO PROFETA. E como crescem em número! Mesmo os muçulmanos moderados estão convencidos da justeza da mensagem de Ala dada ao tal Maomé, que tratou de a difundir pela espada mundo fora. Nas mentes abdulllahs não há um resquício de dúvida acerca da veracidade de tal mensagem do Ala do além. E o Corão, como alguém disse, é de fazer Corar.

Na Europa, na Eurábia melhor dizendo, existem 12 milhões de muçulmanos e nos EUA cerca de 8 milhões dedicados á causa. Mesmo os alegados moderados, não querem nada mais do que a vontade de Ala prevalecer. Juntem a esta vontade dedicada, o complexo de inferioridade de serem subdesenvolvidos relativamentes aos países ocidentais dos cruzados, e resulta daqui um mix poderoso de aspirações e emoções na mente colectiva de tal rebanho, que a médio prazo evoluirá para um conflito de largas proporções.

Friday, April 3, 2009

O Números Não Mentem



Se o estimado leitor é daqueles que fica chocado com a fúria assassina da caça ás bruxas e ao herege, protagonizado pelo Santo Ofício ou pelos ataques fanáticos dos racistas do Ku Klux Klan no Mississipi, então repare bem na aritmética seguinte:

Há mais pessoas mortas a cada ano que passa pelos assassinos islâmicos do que em 350 anos de Inquisição Espanhola.

Os terroristas islâmicos matam mais pessoas por dia do que o Ku Klux Klan nos últimos 50 anos.

Morreram mais civis assassinados pelos islâmicos no 11 de Setembro do que em 36 anos do conflito sectário entre católicos e protestantes na Irlanda do Norte.

19 radicais islâmicos mataram mais pessoas em 2 horas no 11 de Setembro do que todas as vitimas que os assassinos americanos executaram em 65 anos.

Ponha os números em perspectiva.

Thursday, April 2, 2009

Anarchy In UK


Um palhaço que se manifestava em Londres

Idiotas úteis em acção em Strasbourg


Não, não foi um concerto dos Sex Pistols que ocorreu na City de Londres na véspera da cimeira do G20. Foram manifestações violentas dos líricos da extrema esquerda floribélica, para parafrasear o autor de O Lidador. Uma cambada de betinhos bem nascidos, do tipo daqueles que pernoitam nos bares e discotecas alternativos, lá para os lados de Kreuzberg, e que só têm tomates quando desaguam às manadas pelas ruas das cidades europeias. Um por um, e levavam todos na tromba. Com intenções pirómanas, conseguiram partir os vidros do Royal Bank of Scotland sendo só então travados pela polícia. Estes montes, são os mesmos que marcham pela paz, assim que os seus ídolos lançadores de rockets Kassam, na Faixa de Gaza, começam a colher o foguetório que periodicamente semeiam. Mas os incidentes não se limitaram à capital inglesa. Em Estrasburgo as cenas repetiram-se, onde 1 000 manifestantes foram dispersados pela polícia. A Eurábia está ao rubro e apesar dos meios de comunicação e em especial as televisões andarem assobiar para o lado, a situação ameaça ficar fora de controlo por toda a Eurábia, desde a Escandinávia até ao Sul. Quem não perde pitada para poder acrescentar um pouco mais de Islão em tão verdes pastos, sabemos nós quem são... os beduínos filhos de Ala.