Tuesday, April 24, 2012

Um 25 de Abril Mais Higiénico


No início dos anos oitenta quando o sr. Mário Soares e o seu partido governava este pobre país, dizia-se que se o "Marocas" fosse o Primeiro-Ministro do Deserto do Sara, passado 2 anos estaria a importar areia. Nem se imaginava o quão mais terrível se tornaria a (des)governança socialista de Portugal. Graças ao Sr. Guterres e a um mafioso chamado Sócrates, Portugal precisa de importar toneladas de dinheiro para acudir ao incêndio que a incompetência de 18 anos de mandatos socialistas fez alastrar. Para mim a ausência do sr. Mário Soares da Comemoração do 25 de Abril, deve-se ao pudor, diria mesmo à vergonha, do Partido que ele fundou, ter afundado Portugal. 
Quanto ao sr. Manuel Alegra, o eterno D. Quixote de Trazer Por Casa que vive na sombra da sua (?) resistência anti-fascista do "dar à sola antes que se faça tarde", não faz falta em parte alguma, tanto mais que confessou impudicamente que ainda bem que não foi eleito Presidente da República nesta situação de crise. Grande resistente tá-se a ver. Talvez fosse melhor para todos nós que o tipo fosse resistir novamente e desse ao slide, desta vez para o Tibete, pois talvez os monges budistas (verdadeiros resistentes contra o comunismo chinês) tivessem a zen paciência de o aturar. 
Quanto à ausência do Vasco Lourenço (acho eu que é assim que se chama) e a sua Axoxiaxão 25 de Abril, torna o evento bastante mais higiénico uma vez que o cheiro a caserna não vai estar presente nas comemorações oficiais. 
O 25 de Abril é do povo e a liberdade permite-me afirmar convictamente que eles e outros como eles se vão fo......
E Viva o 25 de Abril... Sempre!

1 comment:

Martini Bianco said...

Subscrevo inteiramente, para além de que as comemorações do 25 de Abril sem o canalha Mário Soares, Manuel Alegre e Vasco Lourenço tornam a média etária das comemorações mais próxima da idade da revolução.
Quanto ao feriado em si, não entendo porque se retira o Carnaval de ser feriado para o termos em dose dupla no 25 de Abril e no 1º de Maio.
Prefiro o de Fevereiro...