Thursday, December 1, 2011

Norway Soviet Union?


As conclusões de psiquiatras nomeados pelo tribunal de Oslo, antes de ontem divulgadas, podem levar A. Breivik a ser declarado demente e inimputável. Num país onde a pena de prisão máxima é de 21 anos, parece-me que tudo isto não passa de um truque para manter Breivik á sombra o resto da vida. Ao velho e tradicional estilo da ex- União Soviética, onde os dissidentes políticos eram tratados como dementes. Ou melhor, eram levados á loucura em campos de concentração psiquiátricos.
O diagnóstico feito pelos psiquiatras noruegueses levanta muitas dúvidas na comunidade de especialistas. Para alguns psiquiatras portugueses ouvidos sobre o assunto, aquele diagnóstico também levanta muitas questões.
Parece-me a mim que estamos perante um caso de classificação de "demência política" mais do que esquizofrenia paranóide. Concorre para estas suspeitas a declaração de um advogado de uma das vítimas: "a coisa mais importante na opinião dos nossos clientes é que ele não possa andar mais a passear na rua". O que significa que para eles só os 21 anos de prisão não são toleráveis.
A confirmar-se o veredicto, este pode-se tornar um perigoso precedente. Deve ficar claro em todo este processo, até onde vai a avaliação clínica, criminal e política. Parece-me que a fronteira entre estas 3 esferas se estão a misturar criticamente. 

2 comments:

Immanum Pecus said...

Era fazê-lo sofrer como ele fez a muita gente. E mesmo assim era pouco.

gutenberg said...

Breivik e loucura

Acompanhei a história de Breivik com grande interesse, desde o início. Creio que ele tem muita razão quando critica o pensamento politicamente correto e o multiculturalismo e as consequências dissona Europa atual.
Embora algo pareça fantasioso em seu comportamento (aqueles referêncas às cruzadas, etc), ele não está de todo errado.
Contudo, qual de nós, por conta disso colocaríamos uma bomba e um prédio público ou sairia caçando gente em uma ilha?
Creio que ele tem, sim, algum problema, pode ser frio, insensível, mas também creio que a saída psiquiátrica pode, muito bem, ser uma forma de prisão perpétua para Anders.
E se ele for um psicopata? Pelo que se sabe psicopatas não têm solução, pois trata-se de um problema estrutural. Defeito de fabricação.
O que fazer?