Sunday, February 26, 2012

A islamização da Europa

via Fiel Inimigo.

"Quando o assunto começa a fazer parte das preocupações do Nouvel Obs, então é porque a coisa está a atingir patamares de extrema gravidade.




Sabia que as jovens mulheres muçulmanas exigiram ser isentas das aulas de Biologia e Desportos, não sendo penalizadas nas suas notas finais?
(Fonte: Nouvel Obs)
Sabia que os muçulmanos têm horários próprios que lhes são reservados exclusivamente para as piscinas? (Fonte: Análise da Política)
Sabia que as estudantes muçulmanas, no exame, conseguiram que legalmente possam ser acompanhadas por seus maridos e examinadas por uma mulher? (Fonte: Nouvel Obs)
Sabia que uma associação de muçulmanos, na Universidade de Paris, põe em causa o direito de um professor de "cultura ocidental" para julgar o trabalho de um estudante muçulmano? (Fonte Express)
Sabia que os muçulmanos estão a lutar por conseguir a abolição do Natal, em algumas escolas primárias?



- Sabia que os estudantes muçulmanos, usando como desculpa a lei da laicidade, pedem a remoção de árvores de Natal em várias escolas, mesmo nos jardins de infância? (Fonte: Le Parisien)
Sabia que os muçulmanos procuram obter a proibição de comer carne nas escolas francesas, onde eles são maioria?
Sabia que os muçulmanos estão a exigir licença adicional, para as suas férias islâmicas?
- Sabia que os muçulmanos exigem salas de oração nas nossas escolas, nos liceus, ginásios e universidades? 
Sabia que os muçulmanos estão a exigir a amenização dos seus horários nas escolas, universidades e locais de trabalho, para a prática das suas cinco orações diárias?
- Sabia que os muçulmanos exigem uma revisão dos nossos livros de história, para incluir a história do seu país e da sua religião? (Fonte: Nouvel Obs)
- Sabia que nos nossos livros didácticos, serão excluídas todas as referências a Charles Martel ou à Joana d´ Arc, a fim de não ofender os muçulmanos franceses?
- Sabia que os funcionários públicos muçulmanos exigem trabalhar com um chador?
- Acredita que médicas e estudantes de medicina muçulmanas exigem apenas tratar as mulheres? (Fonte: Le Monde, Le Figaro)
- Sabia que os médicos são espancados se tratarem as mulheres muçulmanas, sem o consentimento de seus maridos (Fonte Le Monde, Le Figaro)
- Sabia que nas faculdades, predominantemente franco-africanas do Magrebe, existem inscrições: "Morte aos Judeus", "Morte aos cristãos" ou "Viva o Bin Laden?
- Sabia que durante as manifestações contra a guerra no Iraque, alguns "pacifistas" muçulmanos exibiam retratos de Bin Laden ou Saddam? (Fonte: As Verdades 4)
- Sabia que o selvagem chamado Djamel, que queimou viva a jovem Sohane, foi aclamado na sua cidade de Val de Marne, durante a sua presença na reconstituição dos factos? (Fonte: JT de France 2) 
- Sabia que os jovens negros e muçulmanos que queimaram vivo um guarda de segurança branco, num supermercado em Nantes (2002), não sentiram remorsos e mostraram-se orgulhosos? (Fonte: Depoimento de advogado)
- Sabia que um manual de boas condutas " lícitas e ilícitas no Islão", vendido em França durante 10 anos, explica como um bom muçulmano deve bater na sua esposa: 'com a mão','chicote' ou 'pedaço de madeira?" (Fonte: L'Express) 


- Sabia que patrulhas de milícias islâmicas andaram nas ruas de Antuérpia e noutros lados para "monitorar maus policiais racistas brancos" e aplicar a sua própria lei? (Fonte: Libération)
- Sabia que a nova legislação exigirá que a polícia, o exército e o serviço civil em geral, contratem com prioridade jovens imigrantes, tendo assinado com 35 empresas na França, (Televisão, Peugeot, grupos de alimentos e Casinos), um acordo para contratarem preferencialmente pessoal estrangeiro? (Fonte: Governo e Sindicatos).
- Sabia que nas escolas secundárias as muçulmanas vestem as túnicas antes de ir para o quadro, para não despertarem qualquer desejo? 
Que nas escolas primárias os pais muçulmanos recusaram deixar as suas filhas na classe de um professor substituto, devendo ser uma mulher a substituir a outra mulher professora? 
A escola teve que criar um compartimento sem janelas, para reconhecer as mães, cobertas da cabeça aos pés, antes de lhes entregarem os seus filhos? (Fonte: Le Monde, 09/07/04)
- Sabia que nas escolas primárias, os alunos têm dois banheiros e torneiras separados, sendo uma reservada para 'muçulmano', e outra para 'francês' ou um funcionário local? 
Exigem que haja vestiários separados nos ginásios, porque, segundo eles, um circuncisado não pode despir-se ao lado de um impuro? (Fonte: Le Monde, 09/07/04) 




- Sabia que em outras comunidades religiosas (judeus, hindus, budistas, etc.) não há nenhuma reivindicação deste tipo ou equivalente?
 E nós, por agora e por poucos anos mais, a maioria, será que teremos que nos render e estar ao serviço, satisfazer, pagar e dar prioridade a este tipo de minoria? 
Segundo estudos sérios, se nada mudar e não houver um movimento forte e sério, estaremos, e não por livre vontade, completamente islamizados..... 
Era isso que afirmava Kadafi, a lenta islamização da Europa sem violência ... Já pensaram se alguma destas situações era possível nos países deles? 
Levanta-te EUROPA ! Paremos de pôr a ordem deles em nossa casa ! O Presidente Francês Sarkozy, está neste momento a lançar um debate sobre estas inadmissíveis exigências dos muçulmanos, e o que é ser francês, mas poderá ser já demasiado tarde...

3 comments:

FireHead said...

Já tinha publicado esse mesmo texto no passado dia 16, também por via anónima. De resto, a islamização é por demais real, mas ainda fazem de tudo para esconder isso dos incautos...

. intemporal . said...

.

.

. estive em fevereiro uma semana no Dubai e só gostaria que visses a arrogância . a ostentação extrema . o luxo . um telemóvel cravejado de diamantes custa duzentos mil euros . e são muitos os que o têm .

.

. quando acabar o petróleo é que não sei como irá ser . no Dubai já falta pouco .

.

. grande abraço .

.

.

gutenberg said...

Deus do Céu, Rui!

Creio que fica a cada dia mais difícil combater essa loucura toda. Aqui no Brasil minorias anticristãs (curiosamente garantidas pela civilização ocidental cristã!) lutam, agora, contra crucifixos em tribunais.
Há outras pretensões tão idiotas quanto.
Pelo que se vê, as bobagens daí chegam cada vez mais rápido por aqui.

Abraço do Brasil
Gutenberg