Tuesday, April 15, 2008

Europa: A Bela Adormecida (4)



Os imigrantes na Europa trazem com eles muitos costumes tribais que são flagrantemente inconsistentes com o entendimento Ocidental dos Direitos Humanos. Esses costumes são pontos de conflito latente ou potencial entre as comunidades islâmicas e as suas sociedades hospedeiras. No entanto, durante todo este tempo os media europeus e o sistema político pura e simplesmente deram o seu melhor para ignorar este conflito.

Talvez o mais bárbaro e menos publicitado desses costumes seja a mutilação genital feminina, uma prática universal em algumas culturas islâmicas. Como Hirsi Ali explica, os países árabes sentem-se no direito de controlar e resguardar a virgindade feminina "fechando a mulher em casa"; noutras regiões, todavia, quando a sociedade necessita do trabalho da mulher no exterior, a virgindade é resguardada pelo corte do clitóris da mulher. As especificidades desta prática variam - e não é agradável descreve-las -mas usualmente envolve a remoção parcial ou total do clitóris. Os grandes e os pequenos lábios também podem ser excisados sendo posteriormente a vagina fechada, numa espécie de cirurgía paleolítica, provocando inúmeras vezes hemorragias e infecções graves. A mutilação é feita sem anestesia e resulta numa vida de dores físicas e infecções crónicas e grande desconforto no actos de urinar e no acto sexual. Tradicionalmente a mutilação pode ser realizada desde a infância até à puberdade, mas na Europa é frequentemente realizada quando a menina é ainda bébé, porque simplesmente esta não se pode queixar.

Os pais dão muitas razões para a perpetuação deste costume bárbaro e brutal. No topo da lista está a convicção que a sexualidade da mulher é pecaminosa e de que os seus orgãos sexuais são impuros, sendo a mutilação então, a protecção contra o pecado. Tal pensamento ocorre nas subculturas patriarcais que ensina, violentamente, de geração em geração que a mulher é propriedade do homem e que o desejo, o prazer e a liberdade sexual, nada mais são do que uma ameaça à honra da família, sendo portanto o prazer sexual feminino obliterado o mais cedo possível.

3 comments:

filomeno2006 said...

Al Andalus returns ?

rui mig said...

I hope not. We will fight them, for sure.

filomeno2006 said...

Ainda bem.....!!!